Trabalhos Antropológicos, Etnográficos, Sociológicos e Geográficos

Apresentaremos a seguir trechos de um relatório que inclui estudos Antropológicos, Etnográficos, Sociológicos e Geográficos. Com isso, nossos leitores poderão ver como funcionam trabalhos desses campos, que de várias maneiras, se entrelaçam. Nesse caso específico, o relatório em questão faz parte de um projeto que visa beneficiar comunidades indígenas. O texto produzido inclui, entre outras coisas, os objetivos da iniciativa, a descrição dos grupos envolvidos, o resultado de trabalhos de campo, e de análises feitas por outras vias. Ao mostrar essas passagens, nosso leitor entra em contato com produções antropológicas, geográficas, sociológicas e etnográficas em âmbito profissional, e, além disso, percebe como essas ciências são utilizadas em projetos governamentais e humanitários, em prol de grupos diversos.

O projeto em questão faz parte do PCPR/MG – Projeto de Combate à Pobreza Rural do Estado de Minas Gerais -, que é uma iniciativa desenvolvida pelo Governo de Minas Gerais com apoio do banco mundial. Seu objetivo é promover ações para aliviar a pobreza de comunidades do Norte e Nordeste de Minas. O relatório do qual foram tirados os trechos que serão postados faz parte de apenas uma das iniciativas do PCPR/MG, que promove outros tipos de ações, e visa ajudar outros grupos.

Nos dias 18 e 19 de Março desse ano foi realizado um seminário com o objetivo de disseminar a idéia do plano de ajuda à população indígena, requisito obrigatório estipulado pelo Banco Mundial para suas políticas operacionais. Nesse evento, a tribo Xakriabá, que já havia sido auxiliada com algumas ações, compareceu para relatar experiências a respeito dessas iniciativas, que em breve, de acordo com membros do projeto, trarão benefícios para as outras etnias citadas nesse documento.

Desde já, a equipe do nosso blog agradece a inestimável contribuição de Lucas Zenha Antonino, Geógrafo e técnico do Idene que participou da elaboração do relatório do qual foram tirados os trechos publicados por nós. Através de documentos e entrevistas, ele foi a fonte principal desse nosso trabalho. A seguir, dividiremos, em quatro posts separados, trechos que fazem parte do projeto em tela. No primeiro post, haverá explicações sobre o projeto que utilizou os estudos multidisciplinares descritos, sendo interessante o leitor observar como funciona um relatório ligado a um projeto governamental que visa ajudar comunidades indígenas; notar que esse objetivo foi prometido, e que teoricamente, está na pauta dos governantes, devendo a população fiscalizar o cumprimento do que está estabelecido; e por fim, verificar alguns estudos e informações prévias sobre os índios em Minas Gerais, suas histórias e alguns dados que os cercam, o que, em si, é uma informação ligada à nossa área, constituindo também, um reflexo de relatórios oficiais do setor. O segundo post segue a mesma linha. O terceiro e o quarto post são trabalhos etnográficos feitos por equipes multidisciplinares, valendo pelo conhecimento das tribos e de como são realizados esses relatórios, em termos profissionais. Bom proveito!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: